Câncer de mama: por que o diagnóstico é cada vez mais frequente?

O câncer de mama é cada vez mais frequente, inclusive em mulheres mais novas. Entre 8 mulheres com expectativa de vida de 80 anos, pelo menos uma delas pode ter câncer de mama. Um dos motivos para isso é o fato da trajetória feminina ter mudado. No passado, as mulheres ficavam menos expostas aos hormônios femininos, pois se casavam jovens, engravidam (geralmente mais de uma vez) e amamentavam. Hoje em dia, a menarca é cada vez mais cedo, a menopausa cada vez mais tarde, as mulheres muitas vezes não querem engravidar e se querem é após os 35 anos.


Outros fatores de risco para desenvolver a doença são a idade avançada (frequente depois dos 50 anos), obesidade, tabagismo e excesso de consumo de álcool, além do histórico familiar de parentes de primeiro grau (pais e filhos diagnosticados precocemente com câncer).


SINTOMAS

Um dos primeiros sintomas costuma ser a presença de um nódulo endurecido e não doloroso na mama, por isso é tão importante a prática do autoexame. Outras alterações também podem ser observadas, como deformidade, inchaço, vermelhidão, líquido nos mamilos e aumento dos gânglios axilares.

Auto exame de mama continua sendo fundamental.

PREVENÇÃO

Ter uma rotina de atividade física (pelo menos 30 minutos 5x na semana), não fumar, limitar bebidas alcoólicas e alimentos processados, são pequenas mudanças no estilo de vida que ajudam na prevenção não só desse câncer como de outras doenças, além de diminuir os riscos de doenças do coração e diabetes.


A parte mais importante da prevenção, que deve ser seguida à risca, envolve realizar suas consultas e exames de rotina. A mamografia auxilia no diagnóstico precoce, reduzindo o número de mortes em até 30%. Ela deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos e de forma rigorosa a partir dos 50 aos 70 anos, que é a faixa etária com maior incidência. Depois dessa idade o risco de câncer começa a cair e o exame fica a critério médico.


O autoexame mensal é uma forma prática de se prevenir e pode ser iniciado a partir dos 20 anos de idade, sempre 8 dias após a menstruação. Importante lembrar que ele não anula a necessidade da ecografia mamária ou da mamografia, apenas serve como um controle de período menor.


CÂNCER DE MAMA EM HOMENS?

Apesar de ser menos comum, o câncer de mama pode acontecer nos homens. Por isso, é indicado que principalmente após os 50 anos, esse público também pratique o autoexame e fique atento a um possível nódulo não doloroso e líquido nos mamilos.


DIAGNÓSTICO

O diagnóstico precoce possibilita tratamentos menos agressivos - em alguns casos dispensando até mesmo a quimioterapia -, permite cirurgias menores e melhora a qualidade de vida. Quanto mais cedo, maiores são as chances de cura.


O exame mais indicado para detectar o câncer precocemente é a mamografia, um raio-x das mamas, principalmente para mulheres após os 40 anos e mulheres que já amamentaram. Para as mulheres jovens o indicado é a ecografia mamária. Além delas, o exame clínico e as análises laboratoriais também auxiliam a fechar um diagnóstico. Para analisar o tumor também é solicitada uma biópsia.


TRATAMENTO

O tratamento irá variar conforme a intensidade do câncer. As formas mais conhecidas são a quimioterapia e a radioterapia. Uma cirurgia para remoção do tumor ou retirada completa da mama (mastectomia) pode ser necessária.


CONTE COM O LABKOSOP NO SEU DIAGNÓSTICO

O LabKosop funciona todos os dias, inclusive aos domingos e feriados, facilitando para os pacientes que desejam ou precisam realizar exames laboratoriais. Também disponibilizamos o serviço de Coleta Móvel para Curitiba e Região Metropolitana.


Para agendamento ou esclarecimentos, contate a Assessoria Médica e Científica do LabKosop pelo WhatsApp (41) 99992-0252.