top of page

Exame PSA: tudo que você precisa saber.

Atualizado: 4 de dez. de 2023

Você sabia que o Câncer de Próstata e o Câncer de Cólon e Reto representam os 2 tipos de câncer mais comuns entre os homens brasileiros? De acordo com o INCA – Instituto Nacional de Câncer, eles respondem respectivamente por 29,2% e 9,1% dos casos totais no país. Ou seja, esses dois tipos de câncer juntos representam cerca de 40% de todos os casos de neoplasia nos homens brasileiros. Por essa razão, merecem atenção especial para o diagnóstico precoce.

O que é o exame PSA e como é realizado?

O Antígeno Prostático Específico (PSA, em inglês) é uma proteína produzida exclusivamente pela próstata, que após ser produzida é liberada na corrente sanguínea e pode ser dosada por meio de exame laboratorial.

A função do exame PSA é auxiliar no diagnóstico de alterações existentes na próstata, como por exemplo, a Prostatite (inflamação na próstata que causa dor, desconforto e impede passagem da urina).

Além disso, o exame PSA possui características de marcadores tumorais e por esse motivo é utilizado para acompanhar/ou descartar a possibilidade de câncer de próstata.

90% dos casos são curáveis quando diagnosticados cedo.

O PSA é um dos primeiros exames solicitados quando o paciente apresenta sintomas do câncer ou ainda quando o médico deseja checar a existência da doença, mesmo sem a presença de sintomas. Isso acontece porque o câncer de próstata, em seu estágio inicial, não apresenta sintomas. Assim, é fundamental o paciente procurar o urologista e realizar exames preventivos periodicamente.

O exame é realizado através de uma amostra de sangue e as medições são feitas de acordo com a solicitação médica, que podem ser:

- PSA Total, correspondente à quantidade de PSA presente no sangue.

- PSA Livre, no qual é medida a quantidade de PSA que circula “livre” no sangue.

Exame PSA substitui o exame de toque?

Um exame não anula o outro. O acompanhamento médico de rotina, juntamente com o exame de toque e a dosagem de PSA auxiliam no diagnóstico, monitoramento e controle da evolução de tumores de próstata. O exame de toque avalia tamanho, forma e textura da próstata, já dosagem de PSA avalia alterações da próstata no sangue.

Os níveis de PSA tendem a aumentar com a idade, então um PSA alto não necessariamente significa um tumor. O aumento pode ser devido à hiperplasia prostática benigna (crescimento da próstata), inflamação na próstata ou outras condições como, por exemplo, andar de bicicleta.

Para quem o exame PSA é indicado?

O exame é indicado para homens com mais de 45 anos e que possuam histórico familiar de doença de próstata ou homens com idade igual ou superior a 50 anos. Para os homens acima dos 70 anos, entretanto, o exame de PSA não é indicado, pois os riscos envolvidos no rastreamento superam os benefícios.

Importante: a decisão de fazer o exame de PSA deve sempre ser compartilhada com seu médico, considerando riscos e benefícios do rastreamento de câncer.

AGENDE SEU EXAME

Para tirar dúvidas e agendar o exame PSA, clique aqui e fale com nossa equipe pelo Whatsapp.


Kommentare


bottom of page